sábado, 8 de julho de 2017

O Brasil na Copa Ouro



Não é muito raro que países de outros continentes ou federações participem como convidados de uma copa continental. E com a seleção brasileira não foi diferente, o escrete canarinho já participou da Copa Ouro, organizada pela Concacaf. 

A Copa Ouro é a maior competição da Concacaf, a Confederação de Futebol da América Central e do Norte. Foi criada em 1991, unificando os campeonatos que existiam entre as federações caribenha e norte americana. 

O torneio garantia vaga ao campeão na Copa Rei Fahd, que precedeu a Copa das Confederações. O maior campeão da Copa Ouro é o México, com 7 títulos, seguido pelos Estados Unidos com 5 e o Canadá uma vez. A Copa Ouro é sempre disputada nos Estados Unidos, sendo que duas vezes o México foi sede ao mesmo tempo e em outra o Canadá. 

Além do Brasil, o qual falaremos adiante, a Coreia do Sul, em 2007, a Colômbia, 2005, o Peru, 2001, Equador em 2002 e África do Sul em 2005 foram seleções de fora da Concacaf que jogaram a competição. A seleção canarinho participou três vezes, em 1996, 1998 e 2003. Confira agora como foram essas campanhas da seleção:


1996

Foto via www.taringa.net/Los-10-mejores-triunfos-de-Mexico-vs-Brasil 

Participando pela primeira vez do torneio, o Brasil resolveu testar seus talentos e não levou o time principal. A seleção olímpica da época representou as cores nacionais, com o time base tendo Dida, Zé Maria, Narciso, Carlinhos Paulista, André Luiz, Flávio Conceição, Amaral, Arilson, Caio Ribeiro, Jamelli e Sávio. Entre os reservas estavam Danrlei, Zé Roberto e Zé Elias.  

Na fase de grupos, o escrete canarinho encarou Canadá e Honduras. Contra os canadenses, vitória por 4 a 1, gols de André Luiz, Caio, Sávio e Leandro Machado. Diante de Honduras a vitória foi até maior, 5 a 0. Os tentos foram anotados por Caio, duas vezes, Paulo Roberto também duas vezes e Sávio. Pela semifinal, jogo contra os Estados Unidos e Balboa, não o Rocky, marcou contra para classificar o Brasil para a decisão. Na finalíssima, diante de mais de 88 mil presentes no Memorial Coliseum, o México bateu o Brasil por 2 a 0, gols de García e Blanco. 






1998

Foto: www.gettyimages.fi/Vince-Bucci/AFP

Dois anos depois da primeira participação e em ano de Copa do Mundo, a seleção canarinho levou um time misto para a Copa Ouro, mas com vários nomes fortes e conhecidos. A equipe base tinha Taffarel, Zé Maria, Júnior Baiano, Gonçalves, Júnior, Mauro Silva, Flávio Conceição, Zinho, Denilson, Edmundo e Romário. Na reserva estavam Carlos Germano, Russo, César Michelon, Sylvinho, Doriva, Marcos Assunção, Sérgio Manoel, Donizete e Élber. 

Na primeira partida da fase de grupos, contra a Jamaica, a seleção não conseguiu superar o time comandado por Renê Simões e ficou no zero a zero. Júnior Baiano foi expulso no finalzinho do jogo e Zagallo era o comandante canarinho. Dois dias depois, contra a Guatemala, novo tropeço. A seleção abriu o marcador com Romário, mas levou o empate no último minuto com gol de Plata. No último jogo do grupo, diante de El Salvador, enfim a vitória. Placar de 4 a 0, gols de Edmundo, Romário e Élber duas vezes. 
Na semifinal, jogo diante dos Estados Unidos e novamente a seleção não se encaixou, perdendo por 1 a 0, gol de Preki Radosavljevic para os americanos. Na decisão de terceiro lugar, vitória brasileira sobre a Jamaica por 1 a 0, gol de Romário. 







2003

Foto: UOL

Depois do penta e quatorze anos atrás, a última participação brasileira na Copa Ouro. Com a competição em julho, foi chamado um time de jovens talentos sub-23 brasileiros para jogar. Os titulares eram Gomes, Maicon, Luisão, Alex, Adriano, Paulo Almeida, Júlio Baptista, Kaká, Diego, Robinho e Éwerthon. Na reserva, o time comandado por Ricardo Gomes tinha Alexandre Negri, Coelho, André Bahia, Nilmar, Nádson, Carlos Alberto e Thiago Motta, que viria a defender a Itália depois. 

No primeiro jogo do torneio, a seleção enfrentou o México e perdeu com gol dele, Borgetti. Na partida seguinte do grupo, contra Honduras, vitória por 2 a 1, gols brasileiros de Maicon e Diego e de De León para os hondurenhos. Fechando o grupo, a seleção canarinho jogou contra a Colômbia e saiu vencedora com dois gols de Kaká, um na primeira e outro na segunda etapa. 
Na fase semifinal, jogo de novo com os Estados Unidos. Partida complicada e que a seleção sofreu, começando perdendo com gol de Bocanegra no primeiro tempo. Aos 43 do segundo tempo, na bacia das almas, Kaká empatou e levou o jogo para a prorrogação. Na prorrogação, Diego fez de pênalti e deu a vitória para o Brasil. Vale lembrar que no campeonato existia a regra da morte súbita, quem marcasse na prorrogação primeiro vencia. 
Na final contra o México, partida equilibrada e nova prorrogação. Mas, dessa vez, quem marcou primeiro e ganhou foi o México, que fez com Osorio. 





A Copa Ouro 2017 começou ontem, mas sem países convidados participando. O torneio vai até o dia 26 de julho. Fica a reflexão que essa é a única competição oficial que o Brasil talvez tenha participado e não tenha vencido ainda.

Fontes: Wikipedia e https://jogosdaselecaobrasileira.wordpress.com 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...